Vale a Pena Ver no Netflix – A Conversação

Por R$ 14,90 por mês e tendo uma conexão decente de internet, assinar o Netflix é um ótimo negócio. Acho que vale mais do que ter TV a cabo. Mais de mil filmes e séries à sua disposição, na hora que você quiser ver? Já assinei no mês do lançamento.

netflix-logo

Eu e mais um monte de gente. Mas uma reclamação ecoou logo no início: a falta de filmes novos no catálogo. Porque, aparentemente, pré-requisito pra ser filme bom é ser novo. Só que não.

Claro, podia ter uns filmes mais novos lá e tal, mas tem muito filme bom demais lá. Pode ser meio difícil de achar, mas tem. E deixe de ser preconceituoso com filmes antigos. Aliás, filme antigo, pra mim, é coisa da década de 40 pra trás.

Bom, por isso eu inventei de voltar a escrever aqui sobre filmes que são ótimos e devem ser vistos no Netflix.

Filme de hoje: A Conversação (1974, ou seja, não é antigo)

A Conversação (1974)
A Conversação (1974)

Esse suspense conta a história de um especialista em vigilância privada que é contratado para realizar algo extremamente difícil: gravar a conversa entre um casal, que não para de se mover em uma praça cheia de pessoas. O trabalho em si já é desafiador o bastante. Mas e o conteúdo da conversa? Ele é um profissional, deve se envolver com os vigiados? E se ele acha que pode acontecer algo com eles? Quem é o responsável? Enfim, a trama se desenvolve com essas premissas, sempre provocando você a pensar o que faria, o que vai acontecer, o que é ético ou não.

Com uma ótima direção de Francis Ford Coppola e com uma atuação incrível (sério, esse cara mandou muito bem) do Gene Hackman, você realmente sente a insegurança e a dúvida que do personagem e pensa no que faria no lugar dele. E, como um bom suspense, se surpreende com o final.

Curiosidades:
– Esse filme ganhou a Palma de Ouro em Cannes e concorreu ao Oscar de Melhor Filme, entre outros. Perdeu. Mas perdeu bem, já que perdeu apenas para O Poderoso Chefão II. Coppola quase não mandou bem em 1974, hein?
– Alguns dos coadjuvantes: Robert Duvall (já meio velho – quantos anos esse cara tem?), Harrison Ford e o melhor coadjuvante de todos os tempos, John Cazale.

John "Melhor Filme" Cazale
John “Melhor Filme” Cazale

Só pra você entender, um pouco sobre o John Cazale: todos os filmes que ele participou, inclusive o póstumo, concorreram ao Oscar de melhor filme. Ele foi o primeiro marido da Meryl Streep. Ele é o Freddo, d’O Poderoso Chefão. Ele só fez 6 filmes, morreu precocemente de câncer. Mas o tempo que atuou, foi mestre.

Tomatômetro (Rotten Tomatoes)– 98%
Biscoitômetro – Vale a pena ver. Você pode reclamar que ele é meio cadenciado. Mas veja.

Tinha até mais pra falar desse, mas é pra você ir ver. E depois escrevo sobre outros.

Anúncios

Um comentário sobre “Vale a Pena Ver no Netflix – A Conversação

  1. “…pré-requisito pra ser filme bom é ser novo. Só que não.” S2 hahaha
    Dan, que fantástico que você voltou a escrever!!!
    Fiquei muito feliz 🙂 E foi muito bom o post.
    Eee você me convenceu hahaha! Vou ver. E digo mais. Vou assinar Netflix! Só preciso ajeitar a net lá de casa..!
    E gente, o Freddo! Esse aí a Meryl escolheu pelo talento, hahaha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s