Neymar, o garoto propaganda genérico, e a Corrente da Felicidade da Kibon

Lendo esse título você pode pensar: “o que uma coisa tem a ver com a outra?!”. E eu já explico a minha teoria.

Você já foi obrigado a ver muito (e quando eu digo muito, é muito) o Neymar por aí fora dos campos. Pois bem, isso tudo porque como os especialistas costumam dizer, ele é o jogador que mais agrega valores positivos num só personagem. Isso e o fato dele ter sido o eleito o jogador mais querido entre quase todas as torcidas do país.

Resumindo, ele consegue vender coisas que os outros não dão conta.

Assim, você esbarra por aí com o Neymar garoto propaganda do Guaraná Antarctica, da Panasonic, da Lupo, da Tenys Pé, da Volkswagen, do Santander, da Unilever, da Claro, da Nextel, da Clear Men e, obviamente, da Nike.

Então você já se acostumou com ele. E estava tranquilo depois da propaganda da Seara porque pensou que nada que ele fizesse poderia ser pior do que aquele vídeo horroroso dançando Single Ladies. Pois é, você estava errado.

E a Kibon veio provar isso pra você quando nos obrigou a ficar olhando pro Neymar vestido de vaca. Ou seja, ele quase consegue estragar minha vontade de tomar um Tablito.

neymar-propaganda-kibon-tablito

Sem entrar nos méritos da propaganda ser boa ou ruim, eu sempre sofro quando tenho que ver isso no freezer da Kibon.

neymar-propaganda-kibon-vaca

Pois é. Sofrendo de enorme peso na consciência por obrigar seus consumidores a passarem por essa situação constrangedora, a marca vem tentando se desculpar de diferentes maneiras. A primeira foi no Dia do Sorvete, quando distribuiu picolés em São Paulo.

kibon-dia-do-sorvete-banco-de-eventos

A segunda foi agora, quando criou uma “Corrente do Felicidade“, onde quando você ia comprar um picolé, ele já havia sido pago por um estranho. Aí a pergunta é: você pagaria pro um pro próximo estranho? 

Essa parte foi editada do vídeo, mas acho que eles realmente perguntavam isso pra incentivar o pessoal. Mas o importante é que basicamente todo mundo (menos os 3% de mal com a vida) aceitou pagar e se divertiu. Além, é claro, de ter uma experiência inesquecível com a marca.

É o bom e velho “gentileza gera gentileza“. Inspire-se!

Não só porque estamos em clima de Natal, mas eu acredito muito nisso. Então achei legal a ação. (*Falando em Natal e gentileza, vá até um Correio da sua cidade e escolha a cartinha de uma criança. O projeto é incrível, não seja parte dos 3%,  participe :).)

Mas feche os olhos e lembre um pouco das costumeiras ações da Coca-Cola. O princípio é o mesmo, compartilhar a felicidade, espalhar sorrisos.

Enquanto for assim, que se façam sempre mais correntes, né? Não sei você, mas se eu ganhasse um sorvete quando fosse comprá-lo até esqueceria da visão tenebrosa do Neymar.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s