CORINTHIANS, Campeão da Libertadores 2012

O globoesporte.com lançou ontem uma página especial contando a história da conquista da Libertadores pelo Corinthians através de quadrinhos. Eu ainda não consegui definir bem isso, é quase um infográfico (html) em forma de taça.

Fato é que conforme a taça vai sendo “construída” surgem quadrinhos com frases que resumem cada momento. Clicando neles, você é encaminhado para o link da notícia, postada no GE.

Ficou sensacional, pra você que é corinthiano (e também você que não é), vale a pena ver. Afinal, o trabalho de Carlos Lemos, Renata Cuppen, Swami Pimentel e Thiago Rohrbacher ficou incrível. Para acessar, basta clicar aqui.

E, bom, se a mídia não para de falar sobre isso, eu, corinthiana que sou, me dou o direito de ressaltar alguns detalhes, momentos marcantes e matérias mais legais que eu vi por aí, na continuação deste post. Já se completa hoje uma semana de campeão invicto na Liberta, é algo como “bodas de guardanapo de boteco”.

Comecemos pelo time.

O Corinthians Campeão Brasileiro de 2011 não transmitia lá tanta confiança quanto seus torcedores gostariam. Vira e mexe, Tite balançava, Julio Cesar falhava e o ataque não marcava. Vitórias magras e repetidas por 1×0, no entanto, trouxeram o pentacampeonato nacional.

O elenco não exigia muito respeito, afinal, algumas carreiras começavam a se construir ali mesmo, naquele nosso Curintiá.

No início do ano eu decidi que não iria me empolgar. Estava cansada de ver minhas expectativas indo por água abaixo por causa de times colombianos desconhecidos, arquirrival com ares de “santo” ou ainda por nossos famosos e catimbeiros vizinhos argentinos.

Então estava decidido. Eu não iria me empolgar. Acompanharia, claro, mas sem me descabelar a cada gol tomado. No primeiro jogo, quando perdíamos por 0x1 até os 48 do segundo tempo e a salvadora cabeçada de Ralf apareceu, eu percebi que havia tomado a decisão correta.

Mas era até tranquilizador, porque, veja, bem… se não tinha ido em 2006, com aquele time milionário de ~craques~, quem sabe não ia agora? Assim, humilde, sem estrelas.

O Corinthians de 2006 custou aos cofres da MSI muitos milhões de dólares. Só algumas das principais estrelas trazidas para compor o elenco daquele time em 2005 já comprariam praticamente todo o time de 2011. Tevez: R$ 60 mi, Mascherano: $ 15 mi, Nilmar: R$ 4,5 mi (por um ano de empréstimo), e por aí vai.

Uma rápida comparação nos lembra que Chicão e Alessandro vieram para o clube quando o Corinthians caiu, em 2007, Julio Cesar subiu da base, Cássio veio da Holanda – estava encostado em um time qualquer por lá -, Ralf, Paulinho e Castán vieram de times pequenos do interior paulista, Alex – a aposta mais cara do elenco – veio por algo em torno de € 6 mi. Danilo? Se não me engano, veio de graça, após o fim de seu contrato no Japão. EMERSON, o cara que marcou 2x na decisão, em cima do Boca? Custo zero após ser dispensado no Fluminense.

Enfim… se a história do Timão, desde sua criação, cravou que “O Corinthians é o time do povo e é o povo que vai fazer o time” (BATTAGLIA, Miguel), nada mais justo que a primeira Libertadores (o maior sonho de 11 entre 10 corinthianos), viesse de um time do povo. Um time sem estrelas, compacto, equilibrado, como diria Tite. Um time que honrou a camisa, sujou o uniforme, deu o sangue e que, por isso, será eterno.

E já que falamos nisso, começamos meu TOP 10 “Corinthians conquista a Liberadores” com o vídeo da Nike.

10. Corinthians Eternamente (Nike)

9. #TangoLoco e o hino do Corinthians em tango (Brahma)

8. São Paulo parada (pela primeira vez)
[A propaganda da Rede PODEROSO TIMÃO se tornando realidade na reportagem do Fantástico]

***A reportagem do Fantástico você vê clicando aqui. Avenida Paulista deserta aos 32 segundos de vídeo.

7. Bate aqui, ó! (Emerson Sheik, o gênio da catimba, tremendo de medo dos argentinos – só que não)

6. 102 anos de vida, 102 anos de Corinthians: “Eu vi, eu vi, eu vi!” (Um torcedor, mais velho que o próprio Corinthians, que viveu para ver a hisória sendo escrita. Além de tudo é profeta: disse que seria 2×0. Mas bom, se alguém tem experiência em matéria de Curintiá, é ele.) 04min53seg

5. O cara que abraçou o Leo Bianchi porque não conseguia dar entrevista (a.k.a. “o namorado do Leo Bianchi“), a menina que não sabe quem fez o gol e o cara que quer vender o carro pra ir ver o Mundial contra o Chelsea.

4. A vitória contra o Santos, quando todos acharam que iríamos levar um show. Passávamos pela maldição da semifinal e dos adversários brasileiros. Era nossa primeira final, e em cima do último campeão da Libertadores.

3. O 1×0 na cabeçada do Paulinho contra o Vasco, depois do gol “salvo” pelo Cássio na bola de Diego Souza, com direito a  abraço no torcedor e o Tite no meio da galera. Pra mim, algo especial. Eu ouvi o jogo pelo rádio, no avião. Pois é. E quando o avião aterrissava, o jogo chegava ao final e desci em São Paulo em meio aos fogos da vitória. Não importava mais o medo de avião, a adrenalina era pura e simplesmente pelo Corinthians.

2. Esse torcedor.

Esses torcedores.

1. A alegria estampada em cada “Vai, Corinthians!” que continuava após o título. O choro e o sorriso em uma mescla de incredulidade. A Libertadores era finalmente nossa.

Não para, não para, não para… nunca.

Links alvinegros relacionados:

Globo Esporte São Paulo completo 05.07.2012
Filme Motivacional final
O ano de 2011 pro Corinthians

Este post é dedicado aos tantos e tantos amigos corinthianos que sofreram e sorriram comigo nestes meses 🙂

Anúncios

4 comentários sobre “CORINTHIANS, Campeão da Libertadores 2012

  1. Nosssa eu só me arrepiei Lê! Simplesmente sensacional… a minha família em peso corinthiana vai ler, adorar e se orgulhar (como sempre!) de fazer parte da NAÇÃO CORINTHIANA.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s