Oscar 2011: A Origem (Inception)

Indicações:
Melhor Filme
Melhor Roteiro Original
Melhor Direção de Arte
Melhor Fotografia
Melhor Trilha Sonora Original
Melhor Edição de Som
Melhor Mixagem de Som
Melhores Efeitos Visuais

Um mundo de sonhos construído por Nolan e bancado por DiCaprio. O jeito mais insano e, convenhamos, o mais legal de roubar segredos. Tudo isso e muitos efeitos especiais.

Eu me lembro exatamente da primeira vez que vi o trailer de Inception. Estava sozinha no cinema e fiquei boquiaberta. Cheguei em casa e fui logo contar, “Lú, vi um trailer do filme novo do Leonardo DiCaprio, eu não entendi nada, mas parece ser muito bom!”. Era ali pela época de Ilha do Medo, e não, não mudei de ideia. A cada vez que eu via o trailer queria ainda mais ver o filme. E não me decepcionei.

O mundo construído com riqueza de detalhes pelo cada vez mais megalomaníaco Nolan é fantástico. Desde o primeiro momento em que a cidade se “dobra” ou quando detalhes como a gravidade são deixados de lado é possível perceber a grandeza de A Origem.

Uma história complexa. Pessoas especializadas em roubar segredos, em entrar na mente das vítimas durante o sono e extrair dali tudo que possam precisar. Viajado e sensacional. É fácil perceber minha predileção por esse indicado, né?

Mas tudo isso ainda carrega um enredo mais profundo. A história envolvendo Leonardo DiCaprio (Cobb) e Marion Cotillard (Mal) parece complementar mas é essencial. É o que dá uma razão ao filme.

Aliás, falemos sobre ele. O bom e velho Jack Dawson. Leo tem se mostrado um excelente ator, colecionando sucessos de crítica, de público e de renda ano após ano. Seu trabalho tem amadurecido e suas escolhas se provam cada vez mais certas. Então, por que foi ignorado pelo Oscar?

Não falo isso somente por Inception, mas em especial por Shutter Island. Apesar da pirraça da Academia, 2010 foi um ano de ouro (e ponha ouro aí) para DiCaprio. Além da parceria com Nolan, esteve uma vez mais com Scorsese e continua evoluindo. Próximo passo: “I’m the king of the Universe!”.

Não posso deixar de fora outro ignorado. Pois é, A Origem é o filme dos ignorados. A direção de Christopher Nolan foi, uma vez mais, fantástica. No entanto, isso não foi o suficiente para que fosse ao menos indicado a melhor direção. Alguém aí sabe o que acontece? Tarantino? Algo a dizer?

No meio de tantos “esquecimentos”, um alemão de pouco mais de 5o anos foi lembrado: Hans Zimmer. Um dos meus ídolos, vou dizer. Tem no currículo nada menos que composições para O Rei Leão (meu filme do coração, minha trilha favorita), Gladiador,  Batman – The Dark Knight e Piratas do Caribe 2 e 3. E não por acaso é chefe da divisão musical da DreamWorks.

É ele o responsável pela trilha genial de A Origem. Pra mim, um blockbuster imponente deve ter uma trilha memorável, daquelas que vão parar em joguinhos que você adivinha o filme pela música (Flashpops). E, nesse aspecto, Inception está muito bem servida. Tanto é que foi até parar no comercial de Natal da Coca (o mais sinistro e legal dos últimos tempos).

Indicada ao Oscar, deve perder para A Rede Social, que tem uma trilha boa e adequada. Maaaas… estou com Inception e não abro. Quando você ouve aquela trilha estourando no cinema é de arrepiar. Basta imaginar: cidade dobrando sobre si no mudo: legal x cidade dobrando sobre si ao som de Hans Zimmer: perfeito.

Torço muito para que A Origem leve o Oscar de roteiro original. Isso por uma razão: Hollywood está lotada de refilmagens, de filmes baseados em livros, de releituras. E os grandes filmes, embora grandes, costumam pecar na originalidade do enredo (Oi, Avatar, estou falando com você.).

Tal fato não acontece com Inception e só por isso já deveria ser considerada com carinho. Porque existe uma grande diferença você fazer um “roteiro original” a partir de uma história real (O Discurso do Rei; O Vencedor) e criar um universo a partir de sonhos.

De novo, não sei se leva. Tendo a pensar que não. Talvez o alternativinho Minhas mães e meu pai seja o escolhido. Tem um quê de Oscar.

Por outro lado, nas categorias técnicas temos muitas chances, inclusive nas duas em que Harry Potter compete. E, olha, vou dizer… nem ficarei triste de perder melhores efeitos especiais e melhor direção de arte para A Origem. E, convenhamos, merece, né? Aqui sim acho que são chances reais, se não for o favorito. Na fotografia a concorrência é um “pouco” mais forte.

Ellen Page (Juno!), Joseph Gordon-Levitt (lembra dele em 10 Coisas que eu odeio em você?!), Marion Cotillard, Michael Caine, Ken Watanabe e o restante do elenco só dão mais qualidade ao filme. Em especial os três primeiros.

Entre os concorrentes, A Origem é o meu filme favorito. Não é o melhor. Não tem a profundidade de Cisne Negro, o hype de A Rede Social, ou o requinte de O Discurso do Rei. Mas é o meu favorito. Bom, é porque é. Por gosto. E eu amo blockbusters. Não, A Origem não é o melhor filme concorrendo ao Oscar e não tem chances de ganhar. Mas é ele que eu vou comprar pra minha coleção.

(Entrei tanto na atmosfera do filme que sonhei com a cidade se dobrando e com um sonho dentro de um sonho. Obrigada, Nolan, tem sido muito divertido.)

***MEGASPOILER:

Ficou em dúvida se Cobb (DiCaprio) estava sonhando naquele final? Michael Caine (sim, o Alfred), que interpretou o papel do pai de Cobb, Miles, desvendou o segredo: não, ele não estava sonhando. Confira aqui.

Trailer:

Publicado por: Lê Scalia

Anúncios

Um comentário sobre “Oscar 2011: A Origem (Inception)

  1. Gostei bastante deste texto, realmente partilho da mesma opinião que tu em relação ao Inception. Já vi o filme por 3 vezes e a cada vez que o vejo é uma delicia completa, todo o filme é brilhante. O Discurso do Rei foi um justo vencedor do óscar de melhor filme no entanto o meu favorito era a Origem, talvez não para esse óscar, muito dificilmente o ganharia. No entanto acho que em relação ao argumento original o vencedor deveria ter sido a Origem e não o Discurso do Rei. Até porque ao contrario do que aconteceu com o Discurso do Rei que é baseado em factos reais, em algo que realmente aconteceu, a Origem não, todo ele é ficção, todo ele é original. Acho que esse aspecto devia ter sido mais levado em conta!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s