Os políticos que nós merecemos

Hoje, o estado mais rico do Brasil irá eleger Tiririca como deputado federal. O palhaço que se veste de Restart (ou seria o contrário?) terá aproximadamente 1 milhão de votos. Junto com ele, por causa do sistema de quociente eleitoral, outros candidatos com número de votos insignificantes serão eleitos. Esse é, apesar do avanço das urnas eletrônicas, o sistema eleitoral brasileiro.

Bem, não é preciso dizer que a postura de Tiririca é um falso protesto, afinal, ele está brincando para fazer parte do jogo sujo da política. Mas porque 1 milhão de pessoas, do estado de São Paulo, acreditam estar exercendo um voto de protesto, isso é um mistério.

Ainda que o voto nulo não seja a melhor forma de protesto – como se ausentar de um processo democrático é protesto? -, ele é, ainda, o verdadeiro voto de protesto. Você sabia que se mais de 50% dos votos forem nulos (em uma eleição proporcional – ou seja, de deputados e vereadores), é obrigatória a realização de uma nova eleição, com candidatos diferentes?

Mas como votar em Tiririca pode ser uma forma de protesto? É, mais, um tiro contra si mesmo, uma forma ingênua e egoísta de mostrar que se está contra o processo eleitoral. Uma lástima.

Ora, não há milagres. Se o Brasil está do jeito que está, se temos motivos para reclamar do nosso país todos os dias, a culpa é somente nossa. Nós temos os políticos que merecemos. 1 milhão de votos para Tiririca? Nós merecemos ter um palhaço no Parlamento. Nós merecemos esperar em filas de hospitais, nós merecemos ter uma taxa alta de analfabetismo, nós merecemos pagar mais e mais impostos. É aquela velha história: a gente colhe o que a gente planta. E nós vamos plantar, hoje, um deputado federal analfabeto.

UPDATE 28/10/10: Oi, gente. Se vocês olharem os comentários desse post, poderão ver que fui muito criticada pela “falta de informação” ao afirmar que mais de 50% dos votos nulos cancelam uma eleição. Ok, realmente. O que fiz aqui foi apenas reproduzir uma informação dada por um colega. Não pesquisei mesmo, apenas escrevi um post despretencioso para meu blog. Mas enfim, parece que essas pessoas que enchem a boca para falar de alguém também precisam se informar. Porque mais 50% dos votos nulos cancelam SIM uma eleição, quando for uma eleição chamada proporcional, ou seja, de deputados e vereadores. Veja aqui.

What goes around comes around…

Posts relacionados:

Amanhã é dia de…
Ah, essa época de eleições…
Descoladíssimos

Anúncios

17 comentários sobre “Os políticos que nós merecemos

  1. 99% dos votos de Tirica e outros tantos não é voto de protesto, é voto de escunlhambação. O cara não tá querendo protestar, e que ele acha certo escunlhambar. É como o vândalo, eu até diria que é voto vândalo. O cara não tá nem aí com a responsabilidade, tá mais a fim de brincar com coisa séria. Isso eu classifico como falta de formação de personalidade. Por exemplo, eu tenho colega que diz: “O cara é engraçado, pelo menos eu ponho um cara pra fazer graça, o Brasil precisa de alegria…” E figuras que define +- assim são muitos. Protesto até que, nos dias de hoje, não existem muitos, pq aqueles que protestavam hoje tão tendo bolsas diversas, então o Brasil terá que ter uma postura educacional diferente, onde crie a idéia da responsabilidade, o que pouco se faz nos programas governamentais.

  2. Eu concordo com boa parte do texto, mas 50% de votos nulos não cancela eleição, não. Quem acha isso foi convencido por aqueles que interpretaram mal uma lei muito mal redigida sobre a nulidade de votos. Se 50% dos votos VÁLIDOS forem anulados por alguma irregularidade, aí sim as eleições são canceladas, mas os votos nulos e brancos simplesmente não são contabilizados no resultado válido.

  3. Vergonhoso… Mas infelizmente o estado mais rico abriga muuuuuuuuuuita gente ignorante que vem de lugares menos favorecidos… Pode soar como preconceito, mas é fato.

  4. “Como se ausentar de um processo democrático é protesto?” A ausência é uma demonstração de insatisfação. Pode não mudar muita coisa ou não anular uma eleição (até onde eu sei anula) mas eu simplesmente descreio nesse nosso sistema e não quero ser obrigada a votar em nenhum desses que aí estão… e nem se fossem diferentes candidatos… o problema não é só eles… caso contrário, em quase 25 anos de democracia já teria existido ao menos um único candidato decente que tivesse dado alguma demonstração de que nosso sistema político pode nos dar efetivas mudanças.
    Mas enfim, acho que essa pergunta do voto nulo você mesma respondeu =)

    Meu ponto mesmo é esse sistema falido.
    Por que ainda não tivemos uma pequena demonstração de que mudanças naquilo que realmente interessa podem acontecer? Por que ainda não surgiu uma esperança sequer? Por que depois de tanto tempo ainda discutimos as mesmas coisas, a cada 2 anos?

    Para ficarmos aqui, batendo sempre na mesma tecla, algum motivo deve ter né? E, na minha opinião, é porque estamos achando que a solução dos problemas está no voto certo, no voto consciente…

    Pode ter certeza que muita gente vota ou tenta votar consciente… e aí? Que garantia temos ao fazer isso? Nenhuma ué… porque, na real, votar não é a solução… votando a gente só escolhe quem vai ser o palhaço da vez… Os políticos ficam lá fazendo rodízio e a gente aqui votando pra ver qual será o próximo a ser alvo das reclamações… por que? Porque nada vai mudar! E aí vamos achar que o problema foi no voto… “ah então na próxima sim, na próxima a gente vota consciente e aí sim, as coisas vão melhorar…”

    E assim continuamos, com muita gente pobre, muita gente analfabeta (são tantas que estão até se candidatando), muita gente passando fome, um salário que só aumenta proporcionalmente ao preço da “cesta básica” (ou seja, continua uma m.), assim… quem sou pra listar os problemas do Brasil né, afinal, vocês podem ver vários deles aos seus redores, todos os dias!

    Geeente, isso me dá a impressão de nadar, nadar e morrer na praia… e depois levantar e começar tudo de novo…

    Esse processo por completo não leva a nada, não levou ate agora… E se alguém ainda tinha dúvidas disso pode tomar como mais uma prova a candidatura do Tiririca… 1º pensa no absurdo dessa pessoa ter a oportunidade de se candidatar 2º Pensa em que nível chegamos quando votar num humorista analfabeto é o tipo de protesto que as pessoas idealizam…

    Ou seja, além desse sistema já ter provado que não vai a lugar nenhum ainda passa a se manter por meios que beiram a palhaçada… virou uma piada… sem credibilidade nenhuma!

    Olha, não estou aqui levantando bandeira alguma nem sugerindo soluções. Não, eu não tenho a solução… Tá, eu penso sobre possíveis soluções… imagino, sonho… mas a única coisa que dá pra afirmar, gente, é que não é votando que vamos ter uma mudança efetiva… nem só votar nulo por votar… o voto nulo tem que vir paralelo à busca de uma coisa diferente, que faça essa coisa andar pra frente…

    Sim, às vezes, eu penso que em outros países essa “social democracia” funciona, claro com percalços pq nada é perfeito… Mas sinceramente, não dá pra comparar… cada caso é um caso.

    É isso, gente… desculpa a bíblia… mas é que não consigo entender como as pessoas vão a cada 2 anos às urnas ainda com alguma esperança. Sentar e ter esperança é mais fácil do que sentar e pensar numa solução né. Deve ser por isso.

    E eu acho, aliás, tenho certeza que o Restart imitou o Tiririca. Porque o Tiririca já se veste assim desde os anos 90 =)

    1. Jé, seus comentários grandes são ótimos!! Concordo com tudo o que vc disse! É tanta coisa, tanta indignação… eu preferi falar especificamente do Tiririca, pq é como se ele representasse a gota d’água num processo tão cheio de falhas quanto o nosso né…

    2. Nada pessoal, claro haha, mas eu discordo absurdamente de você.

      A pergunta da Lu é totalmente coerente. “Como se ausentar de um processo DEMOCRÁTICO é sinal de protesto?”

      Simples. Não é.

      Qualquer país que viveu, ou conseguiu viver, até os dias de hoje, sem estar sentado nos pilares básicas da democracia, não deu certo. Cuba, Coreia do Norte, Russia até uns 20 anos atrás, China (não se engane: o desenvolvimento economico absurdo não quer dizer muita coisa).

      Ter uma democracia plena é requisito fundamental para qualquer país, qualquer nação, desenvolver-se. Econômica, social e politicamente.

      Isso acontece no Brasil? Não. Por quê? Porque não existe sistema político-social no mundo que se crie satisfatoriamente em 25 anos. Esse é um processo lento, que requer TRANSFORMAÇÕES sociais bastante demoradas. Buscar a “solução mágica dos nossos sonhos” não passa de um simples sonho.

      Você fala que “pensa no absurdo dessa pessoa ter a oportunidade de se candidatar”. Ou essa sua frase está carregadíssima de preconceitos, ou está errada. Uma pessoa da escala social do Tiririca PODER se candidatar é uma baita CONQUISTA, uma bandeira democrática incrível. Ou você preferiria que só os ricos, filhos de empresários e de políticos de carreira pudessem ter esse direito?

      Veja, eu não estou defendendo o Tiririca, tampouco os eleitores que votam nele. Estes, são, na minha opinião, burros. Pensar que votar nele é algum tipo de protesto é total desconhecimento de qualquer sistema político, ou mesmo projeto político, sério.

      O que eu estou falando é que ele poder se candidatar é, sem dúvida, uma conquista.

      Outra afirmação sua: “Sentar e ter esperança é mais fácil do que sentar e pensar numa solução né. Deve ser por isso”.

      Eu acho que não se resume a isso. “Pensar numa solução” é um sonho.

      Eu tenho esperança sim, e mesmo que seja por meio do debate político, da troca de ideias, ou do voto consciente (que vc diz não existir, mas ele é fundamental numa democracia), eu quero e espero contribuir para a consolidação da nossa democracia.

      O que eu tenho certeza é de uma coisa: desacreditar a democracia e tentar rechaçá-la não contribui em nada.

      Fora isso, obrigado pelos comentários!

  5. Então, não estou dizendo que temos que extinguir a democracia… estou dizendo que “esta” que temos não está seguindo um bom caminho, não está funcionando. E as comparações, como eu disse, são complicadas. Cada caso é um caso. Os países que você citou passaram por situações muito específicas. Assim como quando penso nos países social-democratas que deram tão certo e logo depois vejo que, realmente, comparar não é tão simples. Cada lugar tem suas peculiaridades, valores históricos e mais umas milhares de coisas que influenciam.

    Quanto ao Tiririca, o preconceito está nos seus olhos… em nenhum momento citei a “classe” dele. Aliás, é justamente pensando nas tantas classes distintas e distantes umas das outras que entristeço, portanto eu jamais iria me referir a isso. O absurdo que vejo é por ele, além de ser analfabeto (independente do que o leva a esse fato), não ter histórico nenhum com política. E eu usei o exemplo dele porque é o que está em voga no texto da Lu, mas representa os cantores, atores, atrizes… Enfim, creio que deveria existir um pré-requisito pra se candidatar. A pessoa teria que ter um histórico político no currículo, já ter passado por outros cargos (municipais e estaduais, no caso do Tiririca) e, ao menos ter feito algum curso relacionado com política… seja direito, história, sociologia, antropologia, até mesmo administração, sei lá! Algo do tipo, entende? A política teria que fazer parte da vida da pessoa…

    Concordo com você que 25 anos é muito pouco. Ainda mais num país que teve um começo tão conturbado como o nosso… Mas, por menor que fosse, tinha que ter um sinal de que estamos indo pelo caminho certo. Mas o que vejo é que está cada vez pior =(

    1. Cada vez pior? Como?

      O Brasil só melhorou nos últimos 20 anos. Só melhorou. Me aponte UM aspecto social que era melhor 20 anos atrás.

      Concordo que comparações são distorcidas. Mas estão aí como exemplos.

  6. “Mais de 50% de votos nulos” não anulam a eleição. Não dá pra levar o seu texto a sério com um erro tão banal. Mesmo que 90% da população vote nulo, esse boato de que novos candidatos serão apresentados é um mito. O que pode trazer nova eleição, com novos candidatos, é se houver suspeita de fraude em mais de 50% dos votos, ou seja, votos que a própria Justiça anulou. Votar nulo na urna não faz efeito algum, a não ser eleger indiretamente um candidato.

    Aqui tem uma boa explicação: http://www.administradores.com.br/informe-se/artigos/eleicoes-votos-nulos-nao-anulam-eleicao/48419/
    E aqui tem outra, caso ainda não fique claro.
    http://aposentadobeminformado.wordpress.com/2009/12/09/voto-nulo-nao-anula-a-eleicao/

    Ou seja, já dá pra tirar do seu texto essa frasezinha moralista e típica de quem não manja nada de política e quer mostrar que entende: “Você sabia que se mais de 50% dos votos forem nulos, é obrigatória a realização de uma nova eleição, com candidatos diferentes?”

    =)

    1. Oi, Ana Paula! Obrigada pelo seu comentário! Desculpe, eu não quis parecer moralista, acho que vc entendeu errado, até porque a questão do voto nulo não é a questão central do meu post, mas sim a eleição do Tiririca. Mas de qualquer forma, eu não me fiz entender direito, então peço desculpas. Obrigada por comentar e por dar a sua opinião! Volte sempre! 🙂

      1. Aliás, muito pelo contrário né. Se os votos nulos não podem anular uma eleição, eles realmente não podem ser considerados votos de protesto, é só mais uma tentativa de enganar o eleitor, de fazer com que ele sinta que tem poder sobre o processo.

  7. Então, Guilherme. Só pra esclarecer: Digo pior no sentido da disparidade social. A política reformista que têm sido exercida pode trazer melhorias, mas acho que ela tem que acontecer paralela a mudanças na raiz do problema. E uma coisa — a reforma — não deve impedir a outra — a luta por uma mudança radical (radical de raiz!). Porque, pra mim, enquanto “poucos tiverem muito e muitos tiverem pouco, muuuito pouco” o problema ainda persiste, só que camuflado com algumas migalhas de melhorias com as quais vamos nos conformando… não sei se me fiz compreender…. entenda que eu não nego nem ignoro as coisas boas que são feitas!

    Guilherme… não te conheço, discordo de ti mas já gosto de ti… hauhauhau é raro alguém disposto a manter uma discussão destas =)

    Lu, vc se fez entender sim. Não vi nada de moralista no comentário…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s