Salve, salve

Hoje mais cedo minha mãe me perguntou, por causa de uma promoção, o que é o melhor em ser corinthiano.

Parei, pensei um pouco. Era tanta coisa. Tanta coisa pequena, tanta coisa que nem parece nada, tanta coisa que significa tanto. Eu respondi que era a “alegria”. Mas sei que a resposta ficou abrangente. Alegria pelo quê?

Alegria que todo corinthiano sente em se dizer corinthiano. É inexplicável. E por mais que todo mundo diga isso e por mais que pareça clichê, não dá pra explicar. Não é possível definir onde começa, de onde vem, como funciona, o porquê de continuar. Só é.

Mano Menezes, quando deixava o comando corinthiano para assumir o controle da Seleção brasileira, disse: “O Corinthians é o resumo maior de paixão que eu já vi“. E é. A gente é apaixonado. Apaixonado pelo Corinthians e tudo que vem com ele: o sofrimento, a cantoria, a zoação dos invejosos adversários, o orgulho e esse amor incondicional.

Não dá pra entender. Não se pode explicar como um time é capaz de passar 23 anos sem ganhar títulos e assistir a uma invasão que dividiu o Maracanã (a Invasão Corinthiana, 1976); dos quase 150 torcedores,aproximadamente 70 mil eram corintianos. Muito menos se consegue achar uma razão para que nesses 23 anos de fila o Corinthians tenha visto sua torcida crescer.

Como é que um desavisado pode ver alguma ligação entre Democracia e futebol?! (A Democracia Corintiana marcou época no ínicio da década de 80 (1982-…), em plena Ditadura Militar no Brasil, e contou com o apoio de muitos artistas além dos jogadores corintianos. A saber: o próximo passo foi nacional; logo depois da democracia no Timão, vieram as Diretas Já).

“O Corinthians é muito mais que um clube de futebol, O Corinthians é uma religião, é uma grande nação, mas muito mais que isso, o Corinthians é uma voz, o Corinthians é uma força, é uma forma de expressão que a sua população tem.” (Sócrates, símbolo da Democracia Corintiana)

Como é que aquela vózinho bonitinha pode ter exatamente o mesmo objetivo daquele mano de touca e do boa vida de gola polo?! Como pessoas tão diferentes podem ter um único objetivo e se alegrar e entristecer com a mesma intensidade e pelos mesmos motivos por durante 90 minutos? Como é que existe, de repente, essa outra realidade? Como?!

Não faz sentido ver uma torcida estampar no peito o orgulho de ser corinthiano logo que o time passa a maior vergonha dos seus 100 anos e é rebaixado para a série B do campeonato brasileiro. Não é compreensível que um dia qualquer não se torne um dia qualquer só porque tem Corinthians. Não parece razoável que um jogo numa bimboca por aí soe mais importante que um Barcelona x Real Madrid.

Mas nada que envolva o Corinthians pode ser explicado. Assim como nada que envolva paixão. Talvez, ser corinthiano seja isso. Essa paixão inexplicável, que arrepia só de ouvir aquele Bando de Loucos.

Ser corinthiano é ir além de ser ou não ser o primeiro. Ser corinthiano é ser também um pouco mais brasileiro. Sim, Toquinho sempre teve razão. Também sabia o que dizia o jornalista José Roberto de Aquino, quando afirmou que “Todos os times têm uma torcida. O Corinthians é uma torcida que tem um time.”. Talvez isso, tudo isso, seja Corinthians. Seja ser corintiano.

E nessa data especial, quando o Coringão completa seus 100 anos de glórias, raça, lealdade e amor, o corintiano só quer mais 100 anos disso.

O Corinthians é o time do povo e é o povo que vai fazer o time.Miguel Bataglia, primeiro presidente do Corinthians.

Depois de 100 anos de Corinthians, ainda temos o time do povo. E o povo ainda faz o time.

Salve, salve nação corinthiana.

Salve o Corinthians!


Links relacionados:

Homenagem do Globo Esporte SP aos 100 anos corintianos (MUITO legal 🙂 )
Especial Folha de São Paulo: 100 anos de Corinthians
Tião Fiel se declara: “Só você, meu Corinthians…”
Especial do Centenário do L! (Lance!)
O Time do Povo (Globo Esporte – blog)
Democracia Corintiana em imagens

Posts relacionados:

QVI EST UN BANDO DE LOCVS

Publicado por: Lê Scalia

Anúncios

3 comentários sobre “Salve, salve

  1. Overdose de Corinthians no blog essa semana, mas não é todo dia que o time do coração faz 100 anos 🙂
    Vontade de estar lá no Pqe São Jorge dando um abraço no Timão!

  2. Compartilho da mesma vontade, Le! Daria muita coisa pra passar esses momentos de comemoração em SP, gritando junto com o bando! Salve Corinthians =D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s