A natureza sempre encontra um meio, mas também podemos ajudar


Por Renata Macan, leitora e colaboradora especial.

Desde que eu me conheço por gente, meu tio, Hélio Lunardi, sempre foi um apaixonado por animais. Você dever estar pensando “claro, quem não gosta de cães, gatos e aves”? Sim, meu tio gosta desses animais, mas também se dedicou a outras espécies da fauna brasileira. Seus “bichinhos” eram leões, onças (pintadas, negras e suçuaranas – ou parda), diversas espécies de macacos, aves, peixes e cobras. Manteve por vários anos, na cidade de Jundiaí/SP (a 56 km de São Paulo), o mini zoológico Vale dos Guaribas, onde eu, com 9 anos, segurei um filhote de leão em meus braços.

Agora meu tio é presidente da ONG ADIPAS (Associação Direcionada na Preservação de Animais Silvestres), e foi para lá que, no início de julho, um soldado da Polícia Ambiental levou um filhote de macaco Bugio (Alouatta fusca), que não chega a dois meses de vida. Ele ficou sozinho depois da mãe ter sido vítima fatal de uma briga com um cachorro.

Depois de ser examinado, começou a ser alimentado com suco de maçã e mamadeira a base de leite em pó e farinha láctea.

O futuro deste filhote é viver livre na mata que cerca a ADIPAS e, claro, ser mimado pela sua família adotiva. Ele já é registrado pelo IBAMA, mas ainda não tem nome. Se tiver alguma sugestão envie para lunadipas@hotmail.com, com seu nome e número de telefone.

Para ver mais fotos acesse meu Orkut: http://migre.me/ZkFf

Afinal, que macaco é esse?

O Bugio, também conhecido como Guariba, Macaco Ruivo e Gritador Barbado, pode ser encontrado desde o sul do México até a Argentina, mas a espécie Alouatta fusca ocorre na Mata Atlântica, da Bahia ao Rio Grande do Sul.

Quando adulto pesa cerca de 7kg e mede de 44 a 57cm e sua cauda musculosa, que pode atingir até 61cm de comprimento, enrola-se nos galhos e funciona como um quinto membro, assim ele é capaz de ficar pendurado no galho de uma árvore por longos períodos, deixando as mãos e pernas livres para apanhar e descascar frutas.

Uma de suas características mais marcantes é a vocalização, produzida pelo osso hióide situado na base da língua que se transforma numa caixa de ressonância, emitindo um som que pode ser ouvido a uma grande distância, principalmente no entardecer e nas chegadas de chuvas.

O “canto” do bugio:

Achou legal, bonitinho? Foram apenas 21 segundos, tente ouvir por 1min52s:

Nos dois vídeos havia apenas um Bugio, imagine um bando deles “cantando” juntos. Pode parecer irritante, mas quando estão na mata é uma delícia de ouvir!

Parte desse texto foi extraído do jornal Cajamar News.

Links relacionados:

Para saber um pouco mais sobre Hélio Lunardi e a ADIPAS
Fonte
.

Anúncios

20 comentários sobre “A natureza sempre encontra um meio, mas também podemos ajudar

  1. ohhn é muito fofo mesmo esse macaquinho!!! mas, como todo macaco, tem uma carinha de safado né! uahuahauhaua

    excelente post, Renata! Muito obrigada pela participação no blog! ;))

  2. opa!
    renata, uma pergunta: sabe se somente o bugio faz este som / vocalizacao? porque aqui na costa rica se escuta direto este barulho, quando vamos a alguma área mais verde. nao costumam ser tao longo, mas ja escutei algumas vezes. a galera chama de mono, mas é assim que chamamos qualquer macaco. seria um bugio?

    valeu por contribuir com o blog!

    1. Tiago,
      Som como esse somente o Bugio faz, mas ele também emite uns “gritos” que pode parecer qualquer tipo de macaco. É difícil tentar explicar com palavras, mas quando se conhece os sons sabe-se logo que é o Bugio.

      Eles andam em bando e são territoriais, se alguém entrar no território deles dão uns “gritos” para avisar ou, como eu costumo pensar, berram como loucos. hahahah

      Se vc vai com uma turma fazer trilha e todos entram quietos na mata, com certeza ouvirão algum animal dando o alerta. Eu adoro quando é o Bugio que faz isso, o som é inconfundível.

      bjoks

  3. Opa!
    Contribuições são sempre muitíssimo bem-vindas!
    Obriagda, Renata!
    Bem legal esse post!
    É bom saber que existem pessoas preocupadas com esse tipo de coisa. Todo mundo se preocupa, mas fazer mesmo, só algumas pessoas como o seu Tio!
    =)

    1. Oi Gabi!
      Em nome do meu Tio e da família eu agradeço.

      Já estou pensando na próxima contribuição, agora que a fama subiu à cabeça.

      bjoks

  4. Oi Renata! Que legal o seu post!
    Agora sei porque você sempre me salva com minhas dúvidas sobre a Mel hehe

    Então, na cidade dos meus pais, Indaial-SC (onde passei boa parte da minha vida), os bugios são bem comuns tb! Tem o Projeto Bugio, da Furb (universidade da região), talvez vc já tenha ouvido falar… Já tive a oportunidade de visitar o local e ver animais na mesma situação desse lindo filhotinho da foto. São uma graça mesmo! E realmente, nas casas próximas aos morros e às florestas podemos ouvi-los. É muito legal saber que ainda estão ali, tão próximos da gente!

    Achei legal sua iniciativa… é muito bom manter as pessoas informadas, para evitar que tentem tratar ou manter esses animais fora do seu habitat natural e para que procurem as organizações específicas!

    Parabéns pelo post!

    Beijão!

    1. Oi Jéssica!

      Fiquei sabendo sobre o Projeto Bugio através da pesquisa que fiz para esse post. É muito bacana o que eles fazem: manejo e reintrodução ao habitat natural.

      Aqui perto de casa tinha vários tipos de macacos, princilmente Saguis. Depois que a encosta do morro foi desmatada para a contrução do Shopping ficou difícil escutá-los.

      Agora vc sabe que pode confiar nas dicas para a Mel!
      😉

      bjoks

    1. Oi André!

      Já viu o que um macaquinho pode fazer dentro de sua casa? Não!? Nem queira…

      É lindo, fofo e tudo mais, mas pertence à natureza.

      Se vc gosta mesmo o que pode fazer é ajudar alguma instituição a manter o animal através de doação.
      O Zooparque de Itatiba/SP tem um programa de adoção para ajudar na alimentação. É muito bacana ver o nome da pessoa (ou o seu) na placa que fica em frente ao local onde está o animal com todas as informações sobre ele.
      http://zooparque.com.br/home.html

      bjoks

  5. Oi Re…parabéns pela matéria. Muito interessante. Já é uma protetora dos animais também. Pra variar o texto ficou ótimo e muito bem escrito. Fiquei feliz de ver que a família continua de alguma forma a proteção aos animais.

    Se me permite, aproveito para deixar um post aqui, no qual conta uma história de uma cadela que eu e minha namorada retiramos da rua e depois mataram-na com chumbinho. Acho que este é um local bem legal de postar isso.

    http://www.projetobicholegal.com.br/2010/07/chumbinho-a-droga-que-mata-nossos-anjos-de-4-patas/

    A todos os amantes dos animais um grande abraço. E pra você prima, meus parabéns novamente!

    1. Dani!!!!

      Que legal vc por aqui!
      Obrigado pelo comentário e continue a visitar o Biscoitos Sortidos, sempre tem artigos legais para ler.

      Bjos!

  6. Oi,sobrinha, adorei rodo seu material e com essa força toda, é que continuo firme no propósito e saber que nunca estou sozinho. Vou precisar muito dessa sua dedicação a favor da nossa primordial causa que é a defesa dos inocentes animais.
    A idéia de adoção como faz meu particular amigo Hans do zôo de Itatiba, também passa pela minha cabeça e podemos trabalhar essa causa juntos. Um grande abraço deste seu tio.

    Helio Lunardi

    Jundiaí, 2 de agosto 2010

  7. Olá…
    Trabalho em Cajamar e há dois dias encontramos uma gambá atropelada com três filhotinhos vivos em sua bolsinha (também havia um morto), resgatamos os filhotes e ligamos para zoonoses de Cajamar que nos deu o telefone da guarda municipal daqui que faz este tipo de resgate, como eles estavam atendendendo outra ocorrência (um porco espinho que tinha entrado em uma residência) resolvemos levar os três filhotinhos à base da guarda para que fossem cuidados, lá nos informaram que eles seriam levados para a Adipas, estou procurando um telefone para que eu possa ligar e perguntar se eles foram mesmo levados, se sobreviveram, se estão bem, enfim… mas não encontro!!! Você tem o telefone da Adipas para me informar?!?! Obrigada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s