A música na Propaganda

Ela ajuda o consumidor a memorizar o produto e, talvez até suas qualidades; ela ajuda a chamar a atenção do consumidor para a TV ou para o rádio; ela dá emoção à propaganda, pode dar o tom de humor, enfim, ela marca a propaganda. E consequentemente, o produto. Ou vai dizer que você nunca ficou com um jingle sequer grudado na cabeça? É, foi o que eu pensei.

Mesmo quando a música não é a personagem principal do filme, ela não deixa de ser fundamental para a Publicidade. É sempre fundamental e há comerciais que simplesmente não seriam a mesma coisa sem determinada trilha. Abaixo, coloquei um filme da Orquestra Filarmônica de Westphalia, que divulga o projeto “Muzik im Blut”, ou seja, Música no Sangue. Mas nem precisa dizer isso, é só assistir ao filme:

Se você gosta desse assunto, veja também o vídeo abaixo, uma edição do programa “Reclame”, que fala sobre Publicidade, nesse caso, sobre o uso da música na Publicidade. Cases inesquecíveis.

Publicado por Lu

Anúncios

4 comentários sobre “A música na Propaganda

  1. Eu não vi os videos ainda. Mas concordo demais…
    acho o valor da música inestimável para a pp.
    Boa, Lú…

    e o melhor jingle eeeeeeeever hahahaha o dom bosco, merece espaço no blog hahaha.

  2. Está errado dizer que “a música é a alma da propaganda”?
    Sei que o produto é o mais importante, mas sem uma musiquinha… o consumidor não para para ver. (droga… antes da nova gramática seria “não pára para ver”, essa mudança eu não gostei)

    Quem não se lembra daquela propaganda com a música Fake Plastic Trees? Ou de todas as músicas do cigarro Hollywood?
    Quem viveu os anos 80 também se lembrará dos comerciais da Coca-Cola, que para mim eram bem melhores do que os atuais, com exceção daquele comboio de caminhões de natal. Sempre tinha muitos jovens, a gente podia sentir a liberdade e no final tinha o slogan “Coca-Cola é isso aí”.

    Eu adoro propaganda e saio cantando as músicas ou jingles, fica na cabeça, claro, essa é a intenção.
    Eu tenho 2 CDs de jingles, alguns foram criados antes da minha época e nem imagino como eram as propagandas, mas tem jingles que ouço e dá vontade de chorar, como o da bala de leite Kids, do Renato Teixeira (roda, roda, roda baleiro atenção, quando o baleiro para põe a mão…).

    Se quiserem ouvir alguns aqui está o link: http://www.4shared.com/dir/34972111/aa4e1dd2/Msicas_de_comerciais.html

    bjoks

    1. olha, se a música não for a alma da propaganda, ela é alguma coisa bem próxima disso. não tem como se imaginar uma propaganda sem trilha. claro, não estou esquecendo de um fator muito importante e muito usado, que é o Silêncio. mas eu considero que o Silêncio faz parte da trilha, pq ele é sempre proposital (ou deve ser, pelo menos) e fundamental tb quando bem usado. e bom, a gente tem uma mídia que é exclusivamente áudio, o que traz a música pro 1º plano em importância. vou dar uma olhada no link que vc passou, Renata! 🙂 bjs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s