Lie to us

Disposto a aplicar seus conhecimentos prévios de Lie To Me*? Pois sim, conforme já explicado aqui nesse mesmo blog, quando uma pessoa está mentindo, ela recorre a certos “padrões”.

Hoje, devido ao julgamento do casal Nardoni, o caso deles voltou a pipocar na mídia. Honestamente, eu não sei se os Nardoni são culpados ou inocentes. Não mesmo… mas tenho a impressão de que quanto mais eu leio e mais eu vejo, mais culpados eles me parecem.

Lembro ainda hoje de como eu achei estranho como aquele casal, sendo acusado de matar própria filha, parecia estar falando “sobre um domingo qualquer” no Fantástico, há dois anos.

O que pode passar a impressão da mentira? Bom, além de tudo já dito no outro post, o blog Vomicae™ dá dicas sobre o “mentiroso”:

  1. A pessoa fará pouco ou nenhum contato direto nos olhos;
  2. A expressão física será limitada, com poucos movimentos dos braços e das mãos. Quando tais movimentos ocorrem, eles parecem rígidos e mecânicos. As mãos, os braços e as pernas tendem a ficar encolhidos contra o corpo e a pessoa ocupa menos espaço;
  3. A fim de parecer mais tranqüila, a pessoa poderá se encolher um pouco;
  4. Observe para onde os olhos da pessoa se movem na hora da resposta de sua pergunta. Se olhar para cima e à direita, e for destra, tem grandes chances de estar mentindo.
  5. Observe o tempo de demora na resposta de sua pergunta. Uma demora na resposta indica que ela está criando a desculpa e em seguida verificando se esta é coerente ou não. A pessoa que mente não consegue responder automaticamente à sua pergunta.
  6. A pessoa que mente adquire uma expressão corporal mais relaxada quando você muda de assunto.
  7. Se a pessoa ficar tranqüila enquanto você a acusa, então é melhor desconfiar. Dificilmente as pessoas ficam tranqüilas enquanto são acusadas por algo que sabem que são inocentes. A tendência natural do ser humano é manter um certo desespero para provar que é inocente. Por outro lado, a pessoa que mente fica quieta, evitando a todo custo falar de mais detalhes sobre a acusação;
  8. Em relação à história contada, o mentiroso, geralmente, deixa de mencionar aspectos negativos;
  9. Observe a voz. Ela pode falhar e a pessoa pode parecer incoerente;
  10. Voz fora do tom: as cordas vocais, como qualquer outro músculo, tendem a ficar enrijecidos quando a pessoa está sob pressão. Isso produzirá um som mais alto.
  11. Já reparou que quando estamos convictos do que estamos dizendo, nossas mãos e braços gesticulam, enfatizando nosso ponto de vista e demonstrando forte convicção? A pessoa que mente não consegue fazer isso.

Algumas considerações…

O casal em questão é destro. E não sei até que ponto isso pode ser levado em consideração, mas veja o Alexandre Nardoni falando. Ele revira os olhos durante o vídeo todo. Ápice? Aos 07:30, quando o repórter os confronta diretamente e ele praticamente parece um personagem exagerado da série. “Isso“.

Eles estão rígidos e por vezes parecem inexpressivos. Estavam sendo acusados de matar a filha! Que é isso?! Falando como ”tudo que era feito por um era feito pelo outro”, uma família exageradamente feliz e sem problemas. Perfeitos. Perfeitamente ensaiado. “Sempre brincando.. e brincando e felizes…” 4:50.

E pô, um homem de 30 anos dizendo que liga pros pais todo dia?! Forçado².

Mas às vezes eu paro pra pensar.. e realmente não sei. Talvez, parte de mim não queira acreditar. Não queira pensar que essa realidade é tão pior. Queira achar que eles podem ser inocentes… mas ao mesmo tempo, em nenhum momento, me convenci disso.

E é incrível como tudo aponta para os dois, prova que os dois fizeram algo, mas nada indica a presença de uma terceira pessoa no apartamento. Ladrão que, aliás, só jogou a menina pela janela e foi embora tranquilamente.

Não tem mesmo como ter certeza… mas ainda acho que quando o maior argumento de defesa dos pais por não terem jogado a filha pela janela se torna “não existem provas que comprovem isso” alguma coisa me parece errada.

Fique à vontade, teste seus conhecimentos em Lie To Me e tire suas próprias conclusões.

Opinião dos especialistas.

Outras partes (2, 3 e 4) da entrevista.

*Em breve, mais sobre o caso Nardoni no blog.

Posts relacionados:

Lie to me*

Publicado por: Lê Scalia

Anúncios

7 comentários sobre “Lie to us

  1. Cara, sou muuuito fã dessa série e ja aprendi muito com ela.
    aprendi também que toda regra tem sua exceção…mas com certeza o casal nardoni nao é essa.
    Que se faça justiça e justiça a tanta audiência.
    Pudera todos os crimes hediondos e bárbaros fossem julgados nas mesmas condições e tratados com o mesmo respeito..

    otimo post de novo hein??
    adoro vcs, meus biscoitinhos prediletos =D

    bejo

    1. Hahahaha, concordo plenamente Eliz.
      Eu mesma encontro as exceções em mim qnd sei que estou falando a verdade e sei lá, fico tensa hahaha… mas a gente sabe que tem mto q acontece mesmo.
      E concordo² com o fato de que os crimes merecem a msm atenção.. é claro que situações assim chamam nossa atenção, mas continuo achando tbm bárbaro como um colarinho branco ‘fica por isso msm’, uma mãe desempregada fica mais de um ano na cadeia porque roubou algo pra comer, e por aí vai. Precisamos de justiça.. e uma justiça mais.. justa hahaha.

      Valeu pelo comentário, flor ;]
      bjo!

  2. Lê, excelente seu post!!!! Lie to me parece bobagem, pq série trata isso como uma ciência muuito correta, de qual ninguém consegue escapar. Mas quando duas pessoas (duas ainda, pra vermos como a história é ensaiada) fazem todas as coisas que mostram quando alguém está mentindo… seria muito pedir a justiça – pelo menos nesse caso absurdo – leve em conta a opinião de psicólogos que podem dizer que eles estão mentindo? que levem em conta a intuição dos brasileiros?

    * o pai do alexandre nardoni, aprox. 2:16 (do segundo vídeo) ele fala o seguinte: “eles falaram o que sentiam, no momento que sentiam, da forma que sentiam…” mas ao mesmo tempo a cabeça está fazendo sinal de negativo… ele tá fazendo uma afirmação, mas a cabeça está negando essa afirmação… pode parecer teoria da conspiração, mas é de se pensar, né??

    1. é sim… até os psiquiatras lá ficaram morrendo d vontade d falar hahahaha

      boa Lú, intuição dos brasileiros haha :]

  3. ahahahahahahahahahaha
    excelente, lêee!!!
    Olha que coisa… a gente pode falar q as pessoas estão mentindo com argumentos de autoridade. é o máximo isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s