Harry Potter e o quase

Harry Potter e o Enigma do Príncipe (Harry Potter and the Half-blood Prince)

 

Foram duas horas de fila. Bom, na verdade, quase uma hora de fila, e, já estava aberta a sala para a primeira sessão potteriana de hoje. Sentei ansiosa, esperando por um dos mais aguardados filmes do ano. Joguei joguinhos no celular, li, observei o movimento, critiquei um povo sem noção, comi pipoca e, então, chegou a hora. Arrepiei no início do filme que gerou em mim algumas sensações controversas: fui da euforia ao desapontamento. Mas vou tentar explicar um pouco aqui.

É difícil pra mim falar sobre um filme que mexe tanto comigo. De qualquer forma, vou tentar, mas já aviso que todas e quaisquer impressões que eu tenha tido são totalmente subjetivas. Afinal, minha paixão por Harry – vício que eu trago desde os 12 ou 13 anos – não me deixa ser imparcial. Aliás, posso não parecer muito entusiasmada, mas é que tudo que eu tinha gostado se perdeu quando o final chegou tão modificado.

SPOILERS (do livro e do filme: coisas diferentes, acredite)

Bom, não prestei muita atenção na técnica utilizada mas posso dizer que pude perceber alguns fatores, como os planos de câmera utilizados por Yates. Ângulos interessantes mesmo. Alguns plongeé – câmera filma o protagonista de cima para baixo – e contra-plongeé – filma o protagonista de baixo para cima (nunca achei que fosse usar esse conhecimento para alguma coisa, haha, mas não é que usei?!) e um ou outro plano próximo mais interessante.

A direção, ao meu ver, está ótima. Se não fosse a minha decepção… mas chegaremos lá. É nítida a evolução dos atores, em especial do trio. Daniel Radcliffe faz bem a sua parte e desde “A Ordem da Fênix” já mostrou que melhorou absurdamente, e sua atuação enquanto estava sob o efeito da poção da sorte, Felix Felicis, é impagável. No mais, o jovem aparece bem como Harry, que é, digamos, meio… tapado no que se refere a emoções (Hermione já dizia). Rupert Grint, está realmente muito engraçado, e merece todas os elogios vindos da crítica. Seu timing cômico é perfeito. Porém, o meu destaque fica com Emma Watson, que em minha opinião, sempre foi a mais talentosa dos três e está cada vez mais solta e com atuações melhores.

Neste filme também é relevante falar sobre a atuação de Tom Felton, que vive Malfoy e que conseguiu perfeitamente passar as sensações que Draco experimenta durante o ano. A palidez ainda mais acentuada, as olheiras, a tensão, a insegurança e a agonia que ele passa estão presentes em cada olhar que o ator oferece. Evanna Lynch parece mesmo ter nascido destinada a representar a adorável Luna Lovegood. Os estreantes no “mundo Potter”, Jessie Cave (Lilá), Freddie Stroma (McLaggen) e Jim Broadbent (Slughorn), encaixaram com uma luva. Cada um deles representou seu papel com louvor. Lilá, McLaggen e Slughorn foram nada menos que excelentes, sendo que os dois primeiros protagonizam algumas das cenas mais engraçadas do longa.

Sobre o elenco mais velho – e consagrado – não acho que seja preciso acrescentar nada. Atuações irretocáveis de Maggie Smith, Alan Rickman e mesmo Michael Gambon.

Já que falamos dos atores e seus personagens, gostaria de falar um pouco mais sobre Emma Watson – Hermione. Sempre ficou claro que a garota tinha talento, mas acredito que este episódio tenha coroado suas atuações até aqui. É a que se mostra mais capaz de passar o que quer que esteja sentindo, seja isso vergonha, insegurança, preocupação, ciúmes, ou amor. Aliás, dá muita dó de Hermione durante o longe, talvez porque no livro não seja tão evidente. Alguns momentos de vergonha alheia, mas tudo bem.

Aliando tudo isso ao fato de sua personagem ter se tornado uma das mais interessantes da história acho que pode-se explicar o porquê dela ser a minha personagem favorita. Ok… ela e o  Dumby. Tá. E o Sirius também. Mas falo sobre isso porque acho que uma das cenas mais emocionantes é a lágrima solitária que escorre de seu olho quando vê Dumbledore morto. Uma das poucas emoções que eu realmente senti nessa sequência.

Outro ponto importante é que senti falta de uma trilha sonora mais forte, mais marcante. Muito da emoção que temos no cinema vem da música, da trilha, e achei que nos momentos cruciais faltou “força” da parte sonora. Fiquei com a impressão de que os momentos mais tensos ou emocionantes não tiveram uma trilha à sua altura. Foi a minha primeira impressão, preciso ver de novo. Torçamos para que John Williams volte mesmo em “Relíquias da Morte”. Aliás, falando em som… não tocou o tema de Harry Potter no início. Achei imperdoável. Bom, exagero, claro… mas por que tirar??? É a identidade… senti falta. :/

A fotografia é o que dá o tom um tanto mais sombrio ao filme, usando cores escuras. Excelente.

Agora devo falar sobre o que condenou a minha sensação. Me sinto incompetente pra falar sobre todo o resto porque a frustração que eu tive no final acabou ocupando toda a minha mente. Começo dizendo que eu sei que livros e filmes são coisas diferentes e, no fim, é tudo adaptação. Mas algo incompreensível pra mim é a razão de mudarem certas coisas que não precisam ser mudadas. Aliás, que não devem ser mudadas. Aproveito para elogiar, porque achei esse filme extremamente fiel… até o final. Aí a coisa desandou. Eu sei que faço “tempestade em copo d’água”, mas pra mim, a morte de Dumbledore era o acontecimento mais importante da série até agora. E deveria ter sido retratado como tal. Fiquei decepcionada.

Não digo que foi completamente desprovida de emoção… não, longe disso. Mas por que não ir mais fundo nessa parte tão essencial para a saga? Por que mudar uma das cenas mais lindas até aqui??? Por que deixar o Harry descer as escadas e encontrar Snape, que o manda ficar quieto – e ele obedece! (?????) – e não simplesmente fazer como é no livro? Por que Dumbledore não enfeitiçou Harry, imobilizando-o, para que ele não pudesse reagir? É tão maravilhoso. A preocupação de Dumbledore, o sacrifício… o filme já não havia tido quase nenhuma ação, por que não caprichar?

E por que diabos excluíram a batalha de Hogwarts?! Eu já sabia que seria assim, mas não imaginei que sentiria tanta falta dessa parte. O que são 10 minutinhos a mais pra um filme de 2 horas e meia?! Tanta coisa importante acontece nessa batalha… e acabou dando a impressão que o Castelo não tinha vigias e que eles saíram pela porta da frente sem nenhum obstáculo.

A relação entre Harry e Dumbledore é tão mais profunda do que parece… É um livro tão lindo! E talvez por isso eu tenha me sentido assim, exigente. Mas a importante fase, que é a preparação para o último livro da saga – os dois últimos filmes – está feita. E com louvor, apesar de toda a minha reclamação. Foi sensacional. Mas me desapontei extremamente no final. Apesar disso, acredito que seja um dos melhores entre os 6 já produzidos. Não se deixem enganar… eu quase amei.

Quase impecável.

Mais duas chances para Yates se aperfeiçoar ainda mais, com Relíquias da Morte partes I e II.

PS: Impressões totalmente pessoais: a Hermione e o Rony são bonitinhos juntos sim, e a Gina e o Harry até que deu… mas a Luna é o máximo, e deveria ficar com o Rony, enquanto a Hermione ficava com o Harry. Utópico, hashHUSuha, mas lindo. Aliás, devo dizer também que o Rony é muito burro. E o Harry também… impressionante! Eu tinha até esquecido. E oMcLaggen é LINDO. E mala.

PS²: Acabei de ver na MTV que já arrecadou mais de 58 milhões nos EUA e no Canadá desde a estréia.

PS³: Se a JK Rowling aceita as mudanças, quem sou eu pra não aceitar?! Pensando nisso, eu percebi que meu “probleminha” com Harry Potter 6 é extremamente pessoal. Tiraram uma das minhas partes favoritas, e eu reagi assim. Acho que é compreensível. Afinal, aquela parte que você já havia lido tanto, se emocinado tanto, imaginado os detalhes tantas vezes, parte que eu esperava com ansiedade… simplesmente não aconteceu e isso fez com que “perdesse sua magia”, um pouco só. 😛 Coisas de fã.

 

Publicado por: Lê Scalia

Anúncios

14 comentários sobre “Harry Potter e o quase

  1. acho que pela primeira vez discordamos com relação a Harry Potter. uahuahauhaua
    eu entendo perfeitamente a adaptação, o que foi tirado, olhando a trama como um todo, tentando imaginar o roteiro. e a trilha, vc nao gostou, sério? eu achei excelente… pela primeira vez uma trilha mais leve, pros momenos engraçados e os de romance no filme.

    :/

  2. lú, discordamos plenamente! suhaHUShuaSHu então, algumas coisas da trilha eu gostei, justamente os lentos, mas os momentos mais emocionantes e tensos não achei q ficou mto bom não. E entendo a adaptação, mas me recusooo a aceitar que tenham feitos essas mudanças. Mesmo já sabendo… pq eu jah sabia q n teria batalha e sabia q tinham mudado umas coisas… mas sério, me decepcionou absurdamente lú. Sei q to sendo um pouco radical, mas sinceramente, o final, não importando o pq mudaram, acabou cmg

  3. lú, achei o filme leve… e eu não acho q deveria ser leve :/.. “um pouco” radical hsuaUHAShaus
    mas então lu, talvez vc n tenha achado as mudanças tão significantes pq c n lembrava.. n? ou pq c n tenha gostado taaaaanto da parte..? eu fiquei indignada huSAHuhaUSHUa.. mas eu sou só emoção mesmo.. e eu sabia q n conseguiria analisar hp d outra forma :P… isso prova q n sou imparcial e que eu n conseguiria ser juiza uhsaHUShuAUHShu mas eu jah sabia disso

  4. Agora vai.
    Então, eu acabei de ver o filme. Terminei o livro faz um mês, mais ou menos.
    Eu tava mto mto mto ansiosa pra ver, e, apesar de toda essa minha expectativa – q costuma pesar na minha opinião depois do filme- eu gostei mto!!
    Confesso que esperei ver o grope no enterro de dumb, e fiquei imagianando como é q o voldemort vai roubar a varinha do túmulo se não mostraram o q fizeram com o corpo. Mas depois eu pensei e isso não é problema huhauuha
    Eu senti falta da luta em hogw tbm, mas eu sabia q não ia ter qndo ele bebeu toda a poção. Eu ficava no cinema falando baixinho “Não!!!! nãooo!! tudo nãoooo, harryyyy!!!”ahuhuauhahahua
    Senti falta de uma gina mais ousada, ou pelo menos mais ousada naturalmente, pq no livro… ah, é uma gracinha. ahuahuauhahua
    A emocao da morte do dumb, apesar das criticas da le, eu achei q ficou bem resumida, principalmente pela lágrima da hermione. Sempre achei ela a melhor dos 3, desde o primeiro filme uhahuahua
    Apesar desses “eu esperava”, a única coisa q eu pensei qndo acabou o filme foi: “Isso sim é adaptação”ahahahaha

  5. uhaShuAHUShuaShuaHUShuaShu
    gente.. eu n disse q n gostei… eu amei.. até o final sauhSuhAUHSuhaSuha. Aí desandou… mas eu to superando isso.. e o pior eh q eu jah sabia husaHUShuaShu… gabi c nem avisouuu q tinha terminado d leeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeer

    como tah seu estagio!? :*

  6. nesse filme não mostra o enterro né, mas a o harry vê a varinha na sala do dumby depois q ele morre.
    hoje eu vi de novo e prestei atenção em outros detalhes. continuo com a mesma impressão hehehe
    e a musiquinha toca sim, a hora q eles estão no trem, indo para hogwarts. é, eu gostei mesmo, está entre os melhores da série pra mim.

  7. gente, uma vez mais huasHUS eu digo.. eu GOSTEI. Gostei mto.. talvez um dos q eu tenha mais gostado, mas eu grilei DEMAIS com o final. Só isso. E a minha tristeza pelo final me fez esquecer tdo q eu tinha achado até ali sahuSHUAHUShuaHUS. Continuo com a mesma opinião… o fato é que eu vou superar isso.. mas era uma das minha partes favoritas e eu nunca vou perdoar o pvo por isso sauhSHuaHUShua. É pessoal.
    Meu irmão não gostou não… acho q eh pq n teve ação sahuSUHahuSuhaHUS. Enfim, acho q dpois q eu vir umas 3x, eu supero minha decepção.

  8. pior filme dos 6 certo… mas concordo que ia bem até o final, conseguiu dar o clima de terror que deveria ter no filme 5 e não teve…

    mas várias coisas imperdoaveis mesmo, a maioria tu comentou… a outra foi a besteira que fizeram com a varinha, e em não mostrar o funeral, e o irmão do hagrid? alias ele mal aparece… e cortar a batalha foi simplesmente tosco…

    fora que o nome do filme nem precisava ter sido half blood prince, pq é uma fala de 2s do snape… serio, ficou muito ridícula aquela parte…

    e nisso incluiram uma cena dele nos trens dando em cima duma guria aleatoria, e incendiaram a toca… coisas totalmente desnecessarias… e a tongs e o lupin, nem desenvolveram isso, muito menos a historia com o irmão do ron e a noiva…

  9. oorra adorei o blog ein?
    e o comentário muito bom!
    concordo com os seus comentários, e tbm sou haay potter-12 anos..haha
    enfim, eu tbm achei sacanagem aquela morte do dumbs, foi sem emoção nenhuma…
    aquele negócio das varinhas lá ficou meio filme de guerra quando os exercitos levantam as armas e atiram porseus combatentes em sinal de luto…
    mas faltou, no final faltou mesmo…
    eu até achei que ia ser o filme mais fil de todos, mas…
    a batalha de hogwarts eu achei ridiculo que nao teve! eu sei que eles iam gastar mais alguns milhões em efeitos especiais, mas tinha que ter..!

    em fim, concordo sim com o q vc falou! mas curti o filme no geral!

    beijooo!

  10. Guuu…!!! Que bom, você por aqui! Volte sempre husaHUShuAShuhua 😛
    Então, eu tbm curti mto o filme.. apesar de toda essa minha reclamação shuaSHUahuS! Concordo com o seu comentário também :]
    Brigada por passar aqui e comentar!
    Nos vemos e fofocamos pessoalmente em breve saHSuhaSHUauhs! Beijão ;]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s