Quão conveniente…

Recebo todos os dias o “grande” jornal paranaense, a Gazeta do Povo. Essa semana o ex-deputado Carli Filho, aquele que bateu o carro à 190 km/h, estava na capa, com uma entrevista exclusiva.

Ok, a agenda de notícias já mudou (Michael Jackson, Senado, etc…), então eles devem ter algo muito bom pra estampar a foto do ex-deputado em quase um terço da capa. Chego na página 16, depois de me perder no caderno de esportes. Penso: “essa reportagem está meio escondida né?”

Logo percebo que não é exatamente uma entrevista, mas um resumo. Não existem perguntas e respostas, mas tópicos resumidos sobre cada assunto tratado na entrevista. “Ok, vamos ver o que ele fala.”

O começo da reportagem trata da vida de Carli, como ele está se recuperando e como as cicatrizes ainda marcam seu rosto. Meio melodramático, dado o fato que ele está vivo e inteiro, ao contrário dos ocupantes do outro carro. Ele agora vai a Igreja todos os dias, e à academia, mas não para malhar, segundo a reportagem. “O que que ele vai fazer na academia então??”

As fotos que ilustram a reportagem mostram ele com sua família saindo de uma igreja. Como um furo de reportagem, eles conseguiram as fotos com discrição de paparazzi (?). Mas não foi nesse dia que eles falaram com o ex-deputado.

A reportagem foi outro dia falar com ele, quando, pasmem, ele estava não mais acompanhado pela sua família, mas por um amigo, que, por incrível que pareça, é seu assessor de imprensa. “Quão conveniente para uma entrevista surpresa…”

A reportagem relata que ele ficou surpreso com a presença da equipe de repórteres. Eu não acho que ele ficou surpreso. Quem fica surpreso quando sai de casa com seu assessor de imprensa?

Enfim os repórteres fazem suas perguntas. Ele responde algumas. Seu assessor não permite que responda outras, afinal ele está se recuperando de um acidente e pode ficar muito nervoso com certas insinuações, o que pode atrapalhar sua recuperação. “Eu não sabia que ele era vítima.”

Não tenho a mínima idéia do que é viver com o peso de ter causado duas mortes. Não sei como reagiria. Nem quero pensar nisso. Mas me intriga o grande jornal do Paraná estampar na capa uma notícia que não traz fatos novos, não esclarece nada e ainda parece buscar redimir um criminoso.

Porque quem bebe, dirige e mata é criminoso. Ainda quero ver uma entrevista exclusiva com aquele que foi preso por roubar um pão pra alimentar seu filho. Os dois são criminosos, mas os tratamentos… “Quão conveniente…Politicagem de político.”

Anúncios

Um comentário sobre “Quão conveniente…

  1. Dan.. nem me fala essas coisas porque eu sou revoltada, vc sabe neh?!?!?! Nossa, eu fico possessa… se encontro um cara desses na rua eu estrago a cara dele d tt tapa e ele vai ter q refazer as cirurgias dele! mas sério.. é ridículo um jornal se prestar a isso… patético, eu diria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s