Mais um post sobre cinema

Lá vou eu falar sobre cinema de novo. E aposto que se tivéssemos muitos leitores, não seria um post muito agradável!

Não é uma coisa assim, imediatamente atual, mas eu não agüento mais ler os comentários absurdos dos fãs de Crepúsculo pelos blogs de cinema. Vamos parar com isso, gente!

Sim, eu li Crepúsculo, claro. Li por causa do filme, mas antes de assistir ao filme. Eu entendo porque a história fez tanto sucesso, afinal, é uma fórmula irresistível, principalmente para meninas adolescentes: um romance proibido entre um vampiro e uma mortal. Praticamente um Romeu e Julieta.

Bem, e porque amaram incondicionalmente o livro, me parece que os fãs amam automaticamente o filme. Mas vamos combinar que o filme é bem fraquinho.

Roteiro, atores e direção, nenhuma dessas partes tem sucesso. Devo dizer que não sou contra mudanças na história para sua adaptação ao cinema. Pelo contrário: as mudanças são necessárias. Em um livro, você tem um espaço infinito de tempo e de páginas para contar o que quiser; em um filme, você tem um pequeno espaço de tempo e de tela para contar a mesma história. Cinema é outra linguagem.

Ok, mas se você não concorda, não entende ou não aceita, aceite ao menos que o filme é uma outra coisa, uma história parecida com a do livro. Separe os dois e pense: a história do filme não é boa também?

Nas últimas adaptações que eu vi (e li), achei que sim. Harry Potter, Código da Vinci, Anjos e Demônios… mas não Crepúsculo!

Pensando no livro, a história é legal, é aquela coisa de sempre, mas que sempre funciona. Ou seja, não deixa de ser legal. A emoção é a mesma de sempre, mas há emoção, então…. é legal sim. Além disso, a história é inteiramente baseada no romance entre os dois personagens principais. Tipo, o mundo gira em torno deles.

Tive a impressão de que o filme tentou criar uma história de terror. E como Crepúsculo não tem absolutamente nada de terror (muito menos de ficção científica, como eu vi uma fã dizendo por aí…), alguns elementos superficiais foram inseridos: a fotografia, os flashbacks, a montagem e a falta de trilha sonora são característicos de filmes de terror. Mas daqueles bem toscos, porque até um filme de terror bom tem uma trilha sonora decente. Bom, só que então, ficou um filme de terror sem conteúdo e sem terror nenhum… e o resultado foi fraco.

Os atores também não estão bem, não. O Robert Pattinson pode ser lindo, mas não atua bem no filme! Mas pode não ser culpa dele. Em Harry Potter e o Cálice de Fogo, ele fez um bom papel. E a Kristen já é atriz há algum tempo então, tem algum potencial, certo? Eu culpo a diretora Catherine Hardwicke. Culpo ela de quase tudo na verdade, inclusive de ter aprovado o roteiro que foi aprovado, mesmo que uma das roteiristas tenha sido a própria Stephenie Meyer. Continue nos livros, Stephenie…

Apesar de tudo, tenho uma boa expectativa quanto a Lua Nova. Novo diretor, mais dinheiro e mais tempo para a produção. As chances são boas. Vamos torcer. E para os fãs de Crepúsculo, um último recado: vocês mereciam um filme melhorzinho, não fiquem defendendo o que não é bom, reclamem e peçam por um filme melhor!

Fica aqui então, o trailer de Lua Nova, que tem estreia prevista para 20 de novembro deste ano.

Anúncios

3 comentários sobre “Mais um post sobre cinema

  1. haUHShuASuhhau ok, eu n resisti.. então, Lú, mais uma vez eu concordo com tudo que foi dito. Afinal, a gente também já discutiu sobre isso sahuSUHa! Só acho que alguns fãs estão cegos… o que é natural quando existe fanatismo, né?! Mas eu não aceitaria um HP tão tosco. Pelo menos, acho que não. Então acho que vai mais além, e tá faltando capacidade crítica nessa juventude. E boto fé na Kristen, mto mais do que no Robert… já vi BONS filmes com ela, e ele ainda tem que convencer. Até lá, pior do que Crepúsculo não dá pra ficar sahuSuha. Meu.. NÃO TEM TRILHA SONORA… mas Lua Nova vem aí, e, com certeza, as coisas melhoram.

  2. Olá, Lu. Obrigada por compartilhar sua opinião. Gostei do que vc escreveu e não discordo não. Não defendo a qualidade do filme, mas o fato de ele agradar quem quer ser agradado (os fãs). Cumpriu seu papel. Sei que poderia ser bem melhor, mas quando eu assisti, orientada por uma pessoa mais experiente do que eu a tentar ser mais flexível, me coloquei tão disposta a tentar ver o lado positivo das falhas, que acho que consegui, rs. Bom, é isso. Boa semana. :*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s